YeldGard VT PRO

Tecnologia YieldGard VT PRO™

2ª geração de biotecnologia em milho.

Os produtores Agroeste precisam que suas lavouras tenham a máxima proteção para alcançar os melhores resultados. Para tanto, apresentamos a evolução no controle das principais pragas do milho: YieldGard VT PRO™.

• Melhor opção de controle: com a ação de duas proteínas Bt, é a única tecnologia que permite desempenho superior no controle das 3 principais pragas do milho, em todos os estágios da cultura.

• Redução da área de refúgio para 5%: as duas proteínas Bt promovem maior segurança para a tecnologia, pois retardam a evolução da resistência dos insetos-alvo a essas proteínas, possibilitando a redução da área de refúgio.

• Mais produtividade: com maior e melhor controle, o híbrido pode expressar todo seu potencial produtivo. Esse fator, aliado à redução da área de refúgio, promove maior produtividade.

Único em produtividade

Único no controle

Único em produtividadeÚnico em produtividade Único no controle
YeldGard VT PRO

Tecnologia YieldGard™

A Tecnologia que protege o meio ambiente e o nosso futuro

Os híbridos Agroeste com a Tecnologia YieldGard®, da Monsanto (MON 810), protegem a cultura do milho de danos causados pelos insetos-praga da Ordem Lepidóptera, como Diatraea saccharalis(broca-do-colmo), Helicoverpa zea (lagarta-da-espiga) e Spodoptera frugiperda (larga-do-cartucho), possibilitando às plantas expressarem seu potencial produtivo, mantendo a população de insetos benéficos na lavoura. Assim, o cultivo dos híbridos Agroeste com a Tecnologia YieldGard® representam uma estratégia eficiente e ecologicamente compatível com o Manejo Integrado de Pragas (MIP).

» Mantém a população de insetos benéficos na lavoura, pois o gene cry1Ab expressa uma proteína que promove o » controle da broca-do-colmo, a supressão da lagarta-da-espiga e da lagarta-do-cartucho.

» Reduz o uso de inseticidas nas lavouras.

» Menor consumo de água.

» Menor volume de embalagens vazias para descarte.

» Reduz entrada de máquinas na lavoura.

» Menor consumo de combustíveis e redução da emissão de CO2 na atmosfera.

Alimentos de excelente valor nutricional e seguros

A avaliação nutricional faz parte das avaliações de segurança de uma cultura geneticamente modificada, de forma a determinar os seus efeitos sobre a saúde animal e sobre a qualidade dos produtos utilizados na alimentação humana. Os resultados dos inúmeros estudos realizados até o momento têm reafirmado a ausência de diferenças significativas na segurança e no valor nutricional das rações contendo produtos derivados de plantas geneticamente modificadas que são utilizadas para alimentação animal, quando comparadas às contra-partes convencionais. Portanto, os produtos derivados do milho YieldGard® também apresentam equivalência substancial e são tão seguros e nutritivos quanto os produtos processados de milho convencional.

» Possível redução de micotoxinas que podem causas doenças.

» Melhor qualidade de grãos.

» Alimento seguro: avaliado e aprovado para uso comercial em diversos países.

Maior eficiência no manejo de pragas

Os insetos-praga podem causar prejuízos à lavoura de milho. Os híbridos Agroeste com a Tecnologia YieldGard® protegem sua lavoura, eles expressam uma proteína em toda planta durante todo o ciclo da cultura de maneira ecologicamente compatível e preservando o futuro do meio ambiente,  pelo menor uso de inseticidas. Os híbridos Agroeste com a Tecnologia YieldGard® promovem o controle da broca-do-colmo e a supressão da lagarta-do-cartucho e da lagarta-da-espiga.

» Reduz o número de aplicações de inseticidas.

» Diminui a necessidade e transporte e armazenamento de inseticidas na propriedade.

» Menor utilização de equipamentos e mão-de-obra.

» Maior produtividade e melhor rentabilidade.

Maior eficiência no manejo de pragas

Em regiões com alta infestação de lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda), é possível que haja necessidade do uso de inseticidas como medida adicional de controle dessa praga. Assim, recomenda-se o uso de inseticida (produtos registrados para a cultura do milho) quando o monitoramento da lavoura indicar 20% de plantas com cartucho apresentando injúrias da lagarta-do-cartucho, ou seja, até nota 4, conforme indicado na figura abaixo. Nesse momento, caso o produtor não adote o controle com inseticidas, injúrias severas poderão ocorrer nas plantas e, conseqüentemente, danos econômicos na lavoura. Assim, a adoção de

Programas de Manejo Integrado de Pragas (MIP) para o manejo da lagarta-do-cartucho , mesmo no milho Agroeste com a Tecnologia YieldGard®, é de fundamental importância para o controle eficiente dessa para na cultura do milho.

ATENÇÃO:
Os híbridos Agroeste com a Tecnologia YiedGard® apesar de geneticamente modificados (transgênicos) NÃO SÃO RESISTENTES A HERBICIDAS. Por isso, para o manejo de plantas daninhas, seguir os mesmos cuidados recomendados para as lavouras de milho convencional.

Preserve a Tecnologia YielGard® e os insetos benéficos. Plante área de refúgio

A preservação e a sustentabilidade da Tecnologia YieldGard® depende do cumprimento das recomendações de Manejo de Resistência de Insetos (MRI) pelos produtores. O plantio e a manutenção das áreas de refúgio configuram o componente principal do plano de MRI para os híbridos Agroeste com a Tecnologia YieldGard®. Portanto, a Agroeste estabelecerá ações que visam ao treinamento e ao estabelecimento de um programa educacional voltado aos produtores para o uso adequado dos híbridos Agroeste com a Tecnologia YieldGard® para o controle e supressão da broca-do-colmo, da lagarta-do-cartucho e da lagarta-da-espiga.

Plantio de Áreas de Refúgio

Áreas de refúgio consistem em plantio de milho não Bt na proporção de, pelo menos, 10% do total da área plantada com milho na propriedade rural. A Área de Refúgio deve estar localizada na distância máxima de 800 metros da lavoura com milho híbrido Agroeste com a Tecnologia YieldGard®. As Áreas de Refúgio deverão ser conduzidas como qualquer área de milho não Bt, com pulverizações de inseticidas e adoção de outros métodos de controle, sempre que as populações das pragas atingirem o nível de ação, detectado por meio do monitoramento pelo MIP. Não é recomendado o uso de inseticidas formulados à base de Bt nas Áreas de Refúgio.

Importante: A área de refúgio deve estar na área irrigada para que tenha as mesmas condições de manejo.

Mantenha a distância mínima de isolamento (Coexistência)

Em conformidade com a Resolução Normativa N.4 da CTNBio, o Agricultor deve manter as lavouras comerciais de milho geneticamente modificado a uma distância mínima de 100 (cem) metros das lavouras de milho convencional (não geneticamente modificado) localizadas em áreas vizinhas, ou, alternativamente, de 20 (vinte) metros, desde que acrescida de bordadura com, no mínimo, 10 (dez) fileiras de plantas de milho convencional de porte e ciclo vegetativo similar ao milho geneticamente modificado.

Antes de plantar milho YieldGard® Agroeste, leia as condições de licenciamento

As sementes de milho híbrido Agroeste contém a Tecnologia YieldGard® (MON 810), que contém o gene cry1Ab da bactéria Bt (Bacillus thuringiensis). A Tecnologia YieldGard® é de propriedade exclusiva da Monsanto Technology LLC., que pertence ao mesmo grupo da Monsanto do Brasil Ltda. e está protegida por patente no Brasil e no exterior. Ao adquiri-las da Monsanto ou junto a distribuidores autorizados, o Agricultor está licenciado para cultivá-las numa única safra, para produção de milho grão comercial. O Agricultor não está autorizado, portanto a reservar total ou parcialmente sua produção para uso ou comércio como sementes e não está autorizado a desenvolver linhagens ou híbridos comerciais contendo a Tecnologia YieldGard®.

O Agricultor não poderá comercializar as sementes contidas nesta embalagem e nem cultivá-las fora do território brasileiro.  Esta licença é limitada a uma safra, não permite sublicenciamento e é intransferível.

O uso e comércio das sementes de Milho YieldGard® em desacordo com os termos desta licença sujeitará o infrator às penalidades previstas na Lei de Propriedade Industrial (Lei 9.279/96) e na Lei de Proteção de Cultivares (Lei 9.456/97).
O milho MON 810 foi aprovado para plantio e comercialização no Brasil, em conformidade com o Parecer Técnico Número 1.100/07 da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio)

YeldGard VT PRO

Tecnologia Roundup Ready Milho 2™

A Tecnologia que protege o meio ambiente e aumenta a sua produção

Sobre o Roundup Ready® 2

Estima-se que a redução causada por plantas daninhas na produção agrícola no Brasil seja da ordem de 20 a 30%, podendo chegar até 90% em casos extremos. Na cultura de milho, a redução do rendimento pode alcançar até 87% (KOZLOWSKI, 2002). A competição com as plantas daninhas resulta na redução do comprimento médio da espiga, do número médio de grãos por fileira e do rendimento médio de grãos (FANCELLI, 1998). Portanto, o seu controle é uma necessidade de ordem econômica.

O Milho Roundup Ready® 2 foi desenvolvido para dar a flexibilidade que você conhece com a produtividade que você nunca viu.

Principais Benefícios

A Agroeste é parceira do Manejo Assistido

O Manejo Assistido foi criado para o lançamento da tecnologia Roundup Ready® 2 em milho, para garantir que os parceiros produtores tenham uma experiência única com a tecnologia. É a comparação lado a lado de dois sistemas de manejo de plantas daninhas: Sistema Roundup Ready® 2 Vs Convencionais com o nosso acompanhamento técnico.

Juntos faremos o mapeamento das plantas daninhas presentes e definiremos a melhor dose de herbicida, bem como o melhor momento para a aplicação.

Nossa presença durante todo o ciclo até a colheita permite:

» O correto posicionamento da tecnologia Roundup Ready® 2.

» O acompanhamento detalhado de todas as fases de desenvolvimento da cultura e a eficiência do processo.

» Entender o nível de perda de produtividade associada a matocompetição e as oportunidades que existem em cada área assistida.

» Recomendar o posicionamento do Sistema Roundup Ready Plus™.

Milho Manejo Assistido

Manejo de plantas daninhas com o milho Roundup Ready® 2

O manejo de plantas daninhas em uma propriedade deve ser levado em consideração em longo prazo, por meio de um sistema integrado de controle de produção que envolva métodos culturais, físicos, mecânicos, químicos, além de outros.

Portanto, é necessário alterar constantemente as práticas normalmente utilizadas para o controle de plantas daninhas, visando evitar ou retardar o aparecimento de resistentes.

Sistema Roundup Ready Plus

Algumas dicas de manejo para prevenir a resistência de plantas daninhas a herbicidas são:

» Evitar deixar áreas em pousio: 70 a 80% das plantas daninhas que infestarão a próxima cultura de verão são produzidas nesse período.

» Implantar culturas de inverno que permitam utilizar herbicidas com diferentes modos de ação.

» Implantar culturas de cobertura para plantio direto. Solo com boa cobertura vegetal não deixa espaço para as plantas daninhas.

» Caso a área fique em pousio, realizar manejo de pós-colheita, evitando deixar que as plantas daninhas dominem a área e produzam sementes.

» Rotacionar culturas e herbicidas principalmente em áreas onde há risco ou já tenham estabelecido algum biótipo resistente.

» Utilizar sempre a dose recomendada no rótulo do herbicida.

» Para culturas RR, realizar corretamente dessecação pré-plantio e plantar no limpo.

» Seguir as recomendações de bula e as boas práticas agrícolas.

YeldGard VT PRO

Tecnologia VT PRO 2™

Mais que superior, completo.

É uma tecnologia de última geração que combina, numa única planta, as tecnologias YieldGard VT PRO™ e Roundup Ready® 2, que proporciona melhor controle de pragas e o manejo mais eficiente de plantas daninhas.

Tecnologia Superior e escolha mais eficiente e completa, pois oferece mais benefícios em uma única tecnologia.

» Controle superior para as 3 principais lagartas do milho: broca do colmo, lagarta do cartucho e lagarta da espiga.

» 5% de refúgio X 10% da concorrência: Melhor aproveitamento da lavoura resultando em maior produtividade real.

» Segurança, flexibilidade e eficiência no manejo de plantas daninhas.

» Menor custo tanto financeiro quanto de gerenciamento (tempo).