Agroeste Sementes, Híbridos e variedades de Soja, Sorgo e Milho
Uma parceria única. Simples assim.

Preserve as tecnologias. Plante Refúgio.

Áreas de refúgio consistem em plantio de milho não Bt na proporção de, pelo menos, 10% do total da área plantada com milho na propriedade rural. A Área de Refúgio deve estar localizada na distância máxima de 800 metros da lavoura com milho híbrido com a Tecnologia YieldGard VT PRO®, VT PRO2™ e VT PRO 3™ . As Áreas de Refúgio deverão ser conduzidas como qualquer área de milho não Bt, com pulverizações de inseticidas e adoção de outros métodos de controle, sempre que as populações das pragas atingirem o nível de ação, detectado por meio do monitoramento pelo MIP. Não é recomendado o uso de inseticidas formulados à base de Bt nas Áreas de Refúgio.

Exemplos de Configurações de Áreas de Refúgio:

A área de refúgio deve estar na área irrigada para que tenha as mesmas condições de manejo.

Importante: A área de refúgio deve estar na área irrigada para que tenha as mesmas condições de manejo.

Mantenha a distância mínima de isolamento - Coexistência.

Em conformidade com a Resolução Normativa Nº4 da CTNBio, o Agricultor deve manter as lavouras comerciais de milho geneticamente modificado a uma distância mínima de 100 (cem) metros das lavouras de milho convencional (não geneticamente modificado) localizadas em áreas vizinhas, ou, alternativamente, de 20 (vinte) metros, desde que acrescida de bordadura com, no mínimo, 10 (dez) fileiras de plantas de milho convencional de porte e ciclo vegetativo similar ao milho geneticamente modificado.

Áreas vizinhas de proprietários diferentes:

Áreas vizinhas de proprietários diferentes

Distância mínima = 100 metros, que podem ser preenchidos por outra cultura.

Distância mínima = 20 metros, desde que se plante no mínimo 10 linhas de milho convencional de mesmo ciclo e porte, que deverá ser comercializado como milho GM.

 
Agroeste 0800 490011